Na maioria das vezes, nos momentos difíceis,
recebemos palavras que muito
nos fazem repensar.
Tenho recebido muitos e-mails sobre a surpresa
do site estar desatualizado.
Não posso fingir a vocês, como
tenho fingido  mim que está tudo bem.
Ao começar a escrever prometi lealdade e verdade
aos meus leitores.
Como seres humanos imperfeitos que somos ,
 temos a mania de valorizar intensamente o que julgamos ruim
ter acontecido nas nossas vidas.
Passamos a nos torturar, cobrar e cutucar feridas .
Estou numa fase digamos quase de "pânico"
diante de acontecimentos que não consegui entender.
E..o bom guerreiro deve se afastar para uma
possível recuperação.

Minha meta não é insubstituível mas sim inesquecível.
 As substituições poderão ser efêmeras.
As recordações sempre são duradouras.
Nos encontros de alma, a alegria contagia.
É fundamental o sorriso e ter sempre gosto de festa...
É namorar na lua.
É novamente espalmar a mão por vezes colocar na tela e
perceber que o calor apenas intensificou.

Que não seja exigida a mudança de cada um para que
o encanto inicial não se desfaça.
Mas sempre percebemos tardiamente.
Entretanto acertos são fundamentais ou a
satisfação torna-se unilateral.

Os desencontros devem ser infinitamente menores para que exista
 a certeza da vitória do amor, acima das mágoas ou rancores.
É necessário mostrar o quanto alguém é especial nas nossas vidas
dando –nos a esperança de que podemos construir a paz
evitando que pessoas sejam feridas ou infelizes com nossas ações.
Eu nem tive oportunidade de saber se cometi esse erro.

Não devemos deixar alguém perceber a falta que nos faz
quando for tarde demais e nos resignarmos diante dessa perda.

Os momentos de encontro devem ser marcados para
que falte tempo de cometer todas as loucuras juntos e de repetições do prazer que essa convivência traz.

Talvez não tenhamos sido sábios suficientes de perceber..

Ou..

Talvez tenhamos sido burros demais por não mostrar.

Vencer a si mesmo para enxergar o outro é AMAR.
Observar e ficar atento ao que incomoda o parceiro
 ajuda a uma convivência de paz.
Sermos metódicos no relacionamento pode denotar desinteresse.
AMAR é na maioria das vezes sair fora dos próprios limites.
É fazer o outro sentir-se seguro já
que a ameaça de separação rondou.
Quem engana o parceiro é infiel muito mais
a si mesmo e a seus princípios e valores.

Essas são as provas de amor indispensáveis.
É o que equilibra e fortalece.

Fica apenas a inércia da falta de entusiasmo para viver.
Exatamente por isso estou afastada daqui embora
nem eu creia nisso.

Vivi diariamente 8 anos e me desliguei há 5 meses.
Apenas o site me faz mudar o index de tempos
em tempos por respeito aos leitores.
Existem muitos novos sites mas o pensamento daqui
é só meu.

A sensação de ter deixado o presente passar
para viver o comodismo do passado e
a resignação de um futuro que parece distante.

A pessoalidade de um emprego gramatical errado
numa intensidade emocional correta.

O experimento do proferir
e repetir, repetir e repetir
Eu te adoro você...rs
Doce de bóbora, Bebé e tantos outros ficarão marcados
Assim como
"TA"

Sejamos felizes
Beth Nunes




 


Livro de Visitas
 




nuaideia2007@uol.com.br

http://www.nuaideia.com
Domínio: Beth Nunes

Copyright 2007
-201

Direitos Reservados®